Rússia pede moderação e dialoga com Irã após ataques a Israel

Editors Choice

3/recent/post-list

Geral

3/GERAL/post-list

Mundo

3/Mundo/post-list
Andreazza Noticia

Rússia pede moderação e dialoga com Irã após ataques a Israel

País não condenou ataque iranianos ao território israelense

Porto Velho, RO - A Rússia manifestou preocupação, neste domingo (14), com os ataques do Irã a Israel e apelou a todas as partes para que exerçam contenção, mas ponderou que as tensões permanecerão altas até que o conflito entre israelenses e palestinos seja resolvido.

O Irã atacou Israel em resposta a uma suposta ofensiva israelense ao complexo da embaixada iraniana na Síria, em 1º de abril, que matou os principais comandantes da Guarda Revolucionária e ocorreu após meses de confrontos entre Israel e aliados regionais do Irã.

"Expressamos a nossa extrema preocupação com outra escalada perigosa na região", afirmou o Ministério das Relações Exteriores da Rússia em comunicado sobre os ataques iranianos. "Pedimos a todas as partes envolvidas que exerçam moderação."

A Rússia observou que Teerã disse que o ataque foi feito dentro do direito à legítima defesa após a ofensiva de Israel ao complexo da embaixada iraniana em Damasco, que Moscou condenou. A Rússia não condenou os ataques iranianos a Israel.

A Rússia, que mantém laços estreitos com o Irã, disse que o Ocidente bloqueou as tentativas dentro do Conselho de Segurança das Nações Unidas de responder ao ataque israelense ao complexo da embaixada.

“Temos alertado repetidas vezes que as numerosas crises não resolvidas no Oriente Médio, principalmente na zona de conflito entre Israel e Palestina, que são frequentemente alimentadas por ações provocativas irresponsáveis, levarão a um aumento da tensão”, afirmou o ministério.



O ministro das Relações Exteriores do presidente Vladimir Putin, Sergei Lavrov, conversou por telefone com o ministro das Relações Exteriores iraniano, Hossein Amirabdollahian, neste domingo.

“Uma nova escalada da situação na região e novas ações provocativas perigosas podem levar a um aumento da tensão”, disse o Ministério das Relações Exteriores da Rússia no comunicado após o telefonema.

Israel ficou claramente descontente com a resposta de Moscou.

A Embaixadora de Israel na Rússia, Simona Halperin, foi citada pela agência de notícias estatal russa RIA dizendo que Israel esperava que a Rússia condenasse os ataques iranianos.

Fonte: AG/BR

Postar um comentário

0 Comentários