Header Ads

A pedido do deputado Ismael Crispin, secretário de saúde vai antecipar segunda dose em São Miguel do Guaporé e Costa Marques


Parlamentar destacou a necessidade da imunização com duas doses para
impedir o avanço de variantes

Buscando garantir medidas para conter o avanço da variante Delta (com origem na Índia) na região do Vale do Guaporé, o deputado Ismael Crispin (PSB) solicitou ao Secretário de Saúde Fernando Máximo, antecipação das 2ª doses das vacinas Pfizer e Oxford/AstraZeneca nos municípios de São Miguel do Guaporé e Costa Marques, já que evidências científicas mostram que apenas uma dose dos imunizantes não é capaz de impedir a ocorrência de casos associados à Delta.

“O secretário atendeu nosso pedido e neste final de semana iniciará o mutirão de vacina, com expectativa de vacinar 2 mil pessoas em São Miguel do Guaporé para acelerar ainda mais o esquema vacinal, considerando que esses municípios estão com estoque disponível do imunizante para a segunda dose”, disse.

Segundo, Fernando Máximo, como forma de prevenção, 12 estados brasileiros já reduziram o intervalo entre doses da vacina. “A bula da vacina AstraZeneca esclarece que a segunda dose do imunizante pode ser utilizada entre 28 e 90 dias, já a Pfizer, a bula indica intervalo de 21 dias. Ou seja, os cientistas quando fizeram a vacina disseram que a segunda dose pode ser antecipada. 

O Ministério da Saúde havia utilizado 90 dias porque naquele momento não existiam doses de vacina suficientes no país, e pensava-se que dando um prazo de 90 dias dava possibilidade maior de os laboratórios fabricarem e ter essas doses disponíveis”, detalhou Fernando Máximo.


Texto: Laila Moraes - ALE/RO

Foto: Assessoria

Nenhum comentário