Header Ads

Governo de Rondônia investe em obras de adequação na infraestrutura de aeroportos de Rondônia

 


O Governo de Rondônia, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem e Transportes (DER) está realizando obras na infraestrutura de aeroportos de todo o Estado. O aeroporto José Coleto, em Ji-Paraná está com a obra 85% concluída. Os 15% restantes para a conclusão das obras devem ocorrer no prazo máximo de 30 dias, caso o clima chuvoso colabore com o cronograma. A ação é uma determinação do governador, coronel Marcos Rocha, em cumprimento das estratégias de segurança feitas pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

Mesmo com período chuvoso, o Governo e o DER, não diminuíram o ritmo de trabalho. Entre as diversas frentes de serviços espalhadas por todo o Estado, uma das mais importantes é a responsável pelas adequações na infraestrutura no entorno da pista do José Coleto. No local as sinalizações verticais e horizontais foram adequadas, além da faixa de pista, retirada de barrancos e execução do aterro. “Essas máquinas seguem trabalhando com a maior celeridade possível para poder atender a população” disse o engenheiro civil do DER, Gabriel Nascimento.

Entre as medidas estão também as supressões de áreas verdes, topografia, revitalização do balizamento, com mais um sistema importante de aproximação chamado de Precision Approach Path Indicator (Papi), que auxilia a aeronave visualmente à chegar na rampa correta para pouso instalado na cabeceira da pista. Ele é utilizado no caso de eventualmente as aeronaves venham a perder todos os instrumentos de segurança. “Com isso, fizemos todas adequações necessárias, inclusive a adequação de faixas com a ampliação da área em caso de incidentes. Uma área após a cabeceira também foi preparada caso ocorra algum problema na hora do pouso. Com um espaço de 150 metros a frente será possível evitar outro desastre, ou seja um terreno preparado justamente para dar esse suporte”.

INCIDENTE

Um avião bimotor de pequeno porte teve problemas no trem de pouso e precisou fazer uma manobra de emergência na tarde de segunda-feira (22) na pista que está passando por adequações na infraestrutura. O piloto do avião solicitou um pouso de emergência no local, e foi atendido com acompanhamento dos bombeiros e uma equipe de resgate. Durante a ação dos bombeiros ficou constatado que não houve registro de feridos.

O coordenador da Infraestrutura Aeroportuária, coronel Eduardo Antônio Leal Fernandes, explica que todo o trabalho realizado no local já se colocou a prova antes de estar totalmente concluso. “Geralmente quando essas aeronaves pousam de barriga a tendência é sair da pista, mas por uma ação do piloto ele preferiu não sair, o que fez com que a aeronave girasse e permanece na pista, a parte boa desta historia é que todos os planos de emergência que nós temos previstos foram efetuados com sucesso e como imaginávamos”.


Texto: Marina Espíndola
Fotos: Gabriela Mourão
Secom - Governo de Rondônia

Nenhum comentário