]

Header Ads

Incentivos do Governo de Rondônia triplicam produtividade leiteira em propriedade rural de Novo Riachuelo

 


Dos 200 litros de leite ordenhados ao dia, a produção no sítio Cardoso saltou para 600 litros em duas ordenhas mecânicas diárias. O crescimento produtivo está diretamente ligado ao apoio do Governo de Rondônia com os programas “Leite a pasto” e “Inseminar”, administrados pela Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri) em parceria com a Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-RO), com recurso do Programa de Desenvolvimento da Pecuária Leiteira do Estado de Rondônia (Proleite).

Localizado a 12 km do distrito de Novo Riachuelo, em Presidente Médici, o produtor rural Gedecias Cardoso de Lima, aderiu aos dois programas governamentais com o objetivo de produzir mais com menor esforço. “As vacas produziam pouco leite. Fui buscar ajuda na Emater-RO e fui bem recepcionado na implantação de dois programas que estão dando certo”, conta o produtor.

O programa “Leite a pasto” consiste na produção direta de silagem para alimentar o gado no período da seca amazônica. Já o “Inseminar”, permite que o produtor melhore a capacidade genética do rebanho. “São programas que estão me permitindo avançar na produção leiteira. Com isso, nossa meta é reduzir o plantel (grupo de animais) e aumentar a produção”, explica o produtor, afirmando que a crise sanitária mundial só o motiva a produzir alimento.

A primeira experiência dele em produzir a própria silagem ocupa um alqueire, mas já está nos planos do produtor ampliar, ainda este ano, em três vezes à área plantada de milho. “Em média, o plantio vai render 34 toneladas. O objetivo para o próximo ano é melhorar tecnicamente a área a ser cultivada e ampliar a produção para 42 toneladas por hectare”, anuncia o extensionista da Emater-RO, Lincon Fernandes da Costa.

As orientações ao produtor sobre o plantio do milho e o respectivo manejo da silagem é do extensionista rural de Novo Riachuelo, Fagner Cabral. “Quando o produtor acata nossas orientações os resultados são sempre positivos”, afirmou.

Gedecias disse que dispõe de estrutura para aumentar a produtividade. “Temos ordenhas mecânicas, resfriamento de leite, currais preparados, alimentação adequada e ambiente higienizado”. O produtor não dispõe de todo o maquinário para desempenhar as atividades, mas conta com o apoio da Emater-RO, prefeitura de Presidente Médici e vizinhos.

“É uma soma de união de esforços. O Governo oferece as orientações técnicas dos programas e à elaboração de projetos de financiamentos. O objetivo é ajudar o produtor a alavancar o empreendimento rural”, pontua o gerente da Emater em Novo Riachuelo, Erik Epitácio Paião Dutra.

FIXAÇÃO DO HOMEM NO CAMPO

O filho do produtor Gedecias, Élcio Pereira de Lima, retornou às origens após experimentar sete anos em atividade entre a área rural e urbana. Ele deixou o sítio do pai e ingressou no mercado de transporte leiteiro. Com essa experiência ele diz ter compreendido melhor a importância de zelar e investir no próprio negócio. “Quem é do campo deve procurar alternativas no campo, pois há muita oportunidade de negócio que são lucrativos. De cada 50 propriedades em que eu entrava para recolher leite, apenas uma aderiu a estruturas tecnológicas melhorando os ganhos”, observou o filho.

O novo modelo de gestão aliado à tecnologia que vem sendo implantado no sítio de Gedecias, segundo Élio de Lima, “é o caminho para o sucesso”. No planejamento dele, dentro dos próximos três anos a meta é saltar dos atuais 600 litros/dia para 3 mil litros de leite todos os dias.


Texto: Paulo Sérgio
Fotos: Paulo Sérgio
Secom - Governo de Rondônia
Incentivos do Governo de Rondônia triplicam produtividade leiteira em propriedade rural de Novo Riachuelo Incentivos do Governo de Rondônia triplicam produtividade leiteira em propriedade rural de Novo Riachuelo Reviewed by Adm on abril 29, 2021 Rating: 5

Nenhum comentário

Recent Posts

Recent